EDUARDO FELDBERG

          Um cara cristão...

O Deus da Glória Troveja

Por Eduardo Feldberg - Dezembro/2006

 

A Bíblia está repleta de versículos que mencionam fenômenos meteorológicos, e os relacionam com o Criador, Seus feitos e Suas características. Em metáforas, relatos históricos, poesias ou comparações descritivas, encontramos dezenas de citações de “trovões”, “relâmpagos” e outros fenômenos controlados pelo próprio Deus, um a um, lembrando-nos que os céus manifestam Sua glória, e que realmente, “...o Deus da glória troveja!”

 

 

Êxodo 9.23

 

“E Moisés estendeu a sua vara para o céu, e o Senhor enviou trovões e saraiva, e raios caíam sobre a terra; e o Senhor fez chover saraiva sobre a terra do Egito.”

 

Êxodo 19.16      


“Ao terceiro dia, ao amanhecer, houve trovões, relâmpagos, e uma nuvem espessa sobre o monte; e ouviu-se um sonido de buzina mui forte, de maneira que todo o povo que estava no arraial estremeceu.”
 

1 Samuel 2.10

 

“Os que contendem com o Senhor serão quebrantados; desde os céus trovejará contra eles. O Senhor julgará as extremidades da terra; dará força ao seu rei, e exaltará o poder do seu ungido.”          
 

2 Samuel 22.14, 15

 

“Do céu trovejou o Senhor, o Altíssimo fez soar a sua voz. Disparou flechas, e os dissipou; raios, e os desbaratou.”

 

Jó 26.14

 

“Eis que essas coisas são apenas as orlas dos seus caminhos; e quão pequeno é o sussurro que dele, ouvimos! Mas o trovão do seu poder, quem o poderá entender?”

 

Jó 28.26

 

“Quando prescreveu leis para a chuva e caminho para o relâmpago dos trovões;”

 

Jó 36.29-32

 

“Poderá alguém entender as dilatações das nuvens, e os trovões do seu pavilhão? Observe como ele espalha os seus relâmpagos ao redor, iluminando até as profundezas do mar. É assim que ele governa as nações e lhes fornece grande fartura; Cobre as mãos com o relâmpago, e dá-lhe ordem para que fira o alvo.”

 

Jó 37.3

 

“Ele o envia por debaixo de todo o céu, e o seu relâmpago até os confins da terra.”

 

Jó 37.4, 5

 

“Depois do relâmpago ruge uma grande voz; ele troveja com a sua voz majestosa; e não retarda os raios, quando é ouvida a sua voz. Com a sua voz troveja Deus maravilhosamente; faz grandes coisas, que nós não compreendemos.”

 

Jó 37.15              
 

“Sabes tu como Deus lhes dá as suas ordens, e faz resplandecer o relâmpago da sua nuvem?”

 

Jó 38.24, 25

 

“Qual o caminho por onde se repartem os relâmpagos? Onde é que os ventos orientais são distribuídos sobre a terra? Quem é que abre um canal para a chuva torrencial, e um caminho para a tempestade trovejante?”

 

Jó 38.35

 

“Ou ordenarás aos raios de modo que saiam? Eles te dirão: Eis-nos aqui?”

 

Salmos 18.12    


“Com o fulgor da sua presença, as nuvens se desfizeram em granizo e raios.”

 

Salmos 29.3

 

“A voz do Senhor ouve-se sobre as águas; o Deus da glória TROVEJA; o Senhor está sobre as muitas águas.”

 

Salmos 29.7

 

“A voz do Senhor corta os céus com raios flamejantes.”

 

Salmos 77.18    


“A voz do teu trovão estava no redemoinho; os relâmpagos alumiaram o mundo; a terra se abalou e tremeu.”

 

Salmos 81.7      


“Na angústia clamaste e te livrei; respondi-te no lugar oculto dos trovões; provei-te junto às águas de Meribá.”
 

Salmos 104.7    


“À tua repreensão fugiram; à voz do teu trovão puseram-se em fuga.”

 

Salmos 135.7    
 

“Faz subir os vapores das extremidades da terra; faz os relâmpagos para a chuva; tira os ventos dos seus tesouros.”

 

Salmos 148.7, 8

 

“Louvem ao Senhor você que estão na terra, serpentes marinhas e todas as profundezas; relâmpagos e granizos, neve e neblina, vendavais que cumprem o que ele determina.”

 

Isaías 29.6          


“Da parte do Senhor dos exércitos será ela visitada com trovões, e com terremotos, e grande ruído, como tufão, e tempestade, e labareda de fogo consumidor.”

 

Isaías 30.30-32

 

“O Senhor fará ouvir a sua voz majestosa, e mostrará a descida do seu braço, na indignação da sua ira, e a labareda dum fogo consumidor, e tempestade de raios, e dilúvio e pedra de saraiva. com a voz do Senhor será desfeita em pedaços a Assíria, quando ele a ferir com a vara. E a cada golpe do bordão de castigo, que o Senhor lhe der, haverá tamboris e harpas; e com combates de brandimento combaterá contra eles.”

 

Jeremias 10.13


“Quando ele faz soar a sua voz, logo há tumulto de águas nos céus, e ele faz subir das extremidades da terra os vapores; faz os relâmpagos para a chuva, e dos seus tesouros faz sair o vento.”

 

Ezequiel 1.4

 

“Olhei e vi uma tempestade que vinha do norte: uma nuvem imensa, com relâmpagos e faíscas, e cercada por uma luz brilhante. O centro do fogo parecia metal reluzente.”  
 

Daniel 10.6

               
“O seu corpo era como o berilo, e o seu rosto como um relâmpago; os seus olhos eram como tochas de fogo, e os seus braços e os seus pés como o brilho de bronze polido; e a voz das suas palavras como a voz duma multidão.”

 

Habacuque 3.4


“Seu esplendor era como a luz do sol; raios lampejavam de sua mão, onde se escondia seu poder.”

 

Zacarias 9.14

 

“Por cima deles será visto o Senhor; e a sua flecha sairá como o relâmpago; e o Senhor Deus fará soar a trombeta, e irá com redemoinhos do sul.”

 

Zacarias 10.1

 

“Pedi ao Senhor chuva no tempo da chuva serôdia, sim, ao Senhor, que faz os relâmpagos; e ele lhes dará chuvas copiosas, e a cada um erva no campo.”

 

Mateus 24.27   


“Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até o ocidente, assim será também a vinda do filho do homem.”

 

Mateus 28.3

 

“O seu aspecto era como um relâmpago, e as suas vestes brancas como a neve.”

 

Marcos 3.17

               
“Tiago, filho de Zebedeu, e João, irmão de Tiago, aos quais pôs o nome de Boanerges, que significa: Filhos do trovão;”

 

Lucas 9.29          


“E aconteceu que, enquanto ele orava, a aparência do seu rosto se transfigurou e suas vestes resplandeceram alvas como o brilho de um relâmpago.”

 

João 12.29         


“A multidão, pois, que ali estava, e que a ouvira, dizia ter havido um trovão; outros diziam: Um anjo lhe falou.”

 

Apocalipse 4.5

 

“E do trono saíam relâmpagos, e vozes, e trovões; e diante do trono ardiam sete lâmpadas de fogo, as quais são os sete espíritos de Deus;”

 

Apocalipse 6.1

 

“E vi quando o Cordeiro abriu um dos sete selos, e ouvi um dos quatro seres viventes dizer numa voz como de trovão: Vem!”

 

Apocalipse 8.5

               
“Depois do anjo tomou o incensário, encheu-o do fogo do altar e o lançou sobre a terra; e houve trovões, vozes, relâmpagos e terremoto.”

 

Apocalipse 14.2

 

“E ouvi uma voz do céu, como a voz de muitas águas, e como a voz de um grande trovão e a voz que ouvi era como de harpistas, que tocavam as suas harpas.”

 

Apocalipse 16.18            


“E houve relâmpagos e vozes e trovões; houve também um grande terremoto, qual nunca houvera desde que há homens sobre a terra, terremoto tão forte quão grande;”


 

 

 

Além desses, encontramos diversos outros versículos com estas palavras, mas com base nestes mencionados acima, já podemos ter a certeza de que o Senhor controla estes fenômenos tão maravilhosos da natureza, portanto, da próxima vez que ouvir um trovão, não se assuste! Lembre-se que é apenas o Pai... sussurrando.

 

 

 

 

 

Eduardo Feldberg

www.eduardofeldberg.com.br

"Que se apaixonem por Jesus ao estarem com você!"